Falando abertamente sobre suicídio

Show simple item record

dc.contributor.author Centro de Valorização da Vida pt_BR
dc.date.accessioned 2019-06-05T14:11:19Z
dc.date.available 2019-06-05T14:11:19Z
dc.date.issued 2013
dc.identifier.citation CENTRO DE VALORIZAÇÃO DA VIDA. Falando abertamente sobre suicídio. Brasil: [s.n.], 2013. 6 p. pt_BR
dc.identifier.uri https://repositorio.observatoriodocuidado.org/handle/handle/2520
dc.description.abstract As razões podem ser bem diferentes, porém muito mais gente do que se imagina já teve uma intenção em comum. Segundo estudo realizado pela Unicamp, 17% dos brasileiros, em algum momento, pensaram seriamente em dar um fim à própria vida e, desses, 4,8% chegaram a elaborar um plano para isso. Na maioria das vezes, no entanto, é possível evitar que esses pensamentos suicidas virem realidade. A primeira medida preventiva é a educação: é preciso deixar de ter medo de falar sobre o assunto, derrubar tabus e compartilhar informações ligadas ao tema. Como já aconteceu no passado, por exemplo, com doenças sexualmente transmissíveis ou câncer, a prevenção tornou-se realmente bem-sucedida quando as pessoas passaram a conhecer melhor esses problemas. Saber quais as principais causas e as formas de ajudar pode ser o primeiro passo para reduzir as taxas de suicídio no Brasil, onde hoje 25 pessoas por dia tiram a própria vida. Por isso, é essencial deixar os preconceitos de lado e conferir alguns dados básicos sobre o assunto. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.rights open access pt_BR
dc.subject.classification Saúde mental pt_BR
dc.subject.other Suicídio pt_BR
dc.title Falando abertamente sobre suicídio pt_BR
dc.type Technical Manuals and Procedures pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

|

|

|

|

|

|

|

|