Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.observatoriodocuidado.org/handle/handle/700
Title: Comportamentos de saúde entre jovens estudantes das redes pública e privada da área metropolitana do Estado de São Paulo
Other Titles: Health behavior among students of public and private schools in S. Paulo, Brazil
Authors: Carlini-Cotrim, Beatriz
Gazal-Carvalho, Cynthia
Gouveia, Nelson
Issue Date: 2000
Citation: CARLINI-COTRIM, B.; GAZAL-CARVALHO, C.; GOUVEIA, N. Comportamentos de saúde entre jovens estudantes das redes pública e privada da área metropolitana do Estado de São Paulo. Revista de Saúde Pública. v.34, n.6, p.636-645, 2000.
Abstract: Objetivo Estudar a freqüência de vários comportamentos de saúde entre estudantes secundários de escolas estaduais e particulares da cidade de São Paulo, SP. Métodos Estudo de corte transversal, com o sorteio de dez escolas estaduais e a seleção de sete particulares. Em cada escola, quatro salas de aula foram sorteadas, entre a sétima série do ensino fundamental e a terceira série do ensino médio. Para a coleta de dados, utilizou-se a versão do questionário de autopreenchimento utilizado pelo “Centers for Disease Control” para monitorar comportamentos de risco entre jovens. Resultados Uma proporção significativa de estudantes engajam-se em comportamentos de risco à saúde, principalmente na faixa de 15 a 18 anos de idade. Nas escolas públicas, os comportamentos mais freqüentes foram: andar de motocicleta sem capacete (70,4% dos estudantes que andaram de motocicleta); não utilização de preservativos na última relação sexual (34% dos sexualmente ativos); andar armado (4,8% dos respondentes no último ano) e tentar suicídio (8,6% nos últimos 12 meses). Nas escolas privadas, o uso de substâncias psicoativas foi o comportamento de risco mais proeminente: 25% relatou pelo menos um episódio de uso de álcool; 20,2% usou algum inalante no último ano; e 22,2% consumiu maconha no mesmo período. As estudantes do sexo feminino relataram menos comportamentos de risco, à exceção de tentativas de suicídio e de controle de peso por métodos não saudáveis. Conclusões As informações obtidas podem contribuir para a estruturação de ações programáticas que considerem a distribuição de comportamentos de saúde na clientela-alvo.
Description: Disponível originalmente em: http://www.scielo.br/pdf/rsp/v34n6/3579.pdf
URI: http://repositorio.observatoriodocuidado.org/handle/handle/700
ISSN: 0034-8910
Appears in Collections:Suicídio - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
rsp.S0034-89102000000600012.pdf56.65 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.